Eternize as suas memórias.

O que você precisa saber antes de publicar seu primeiro livro

Confira 7 coisas que você precisa saber antes da publicação do seu primeiro livro.

Escrever e publicar o primeiro livro é uma experiência gratificante, mas muito desafiadora para a maioria dos escritores iniciantes. 

É comum que surjam muitas dúvidas a respeito do texto, do processo editorial, publicação, divulgação e outras etapas que integram o percurso para se tornar um autor publicado.

Se você está escrevendo um livro, já deve ter se questionado várias vezes a respeito de tais pontos, não é mesmo? 

Para facilitar esse caminho, trouxemos algumas dicas de coisas que você precisa saber antes de publicar seu primeiro livro. Veja a seguir.

  • 1 – Qual o seu propósito com essa publicação?

Ter um objetivo ou propósito é importante porque isso mantém a sua motivação diante dos desafios. 

Você acha que tem uma boa história para contar? Deseja transmitir suas ideias ao mundo? Sonha em construir um legado por meio da escrita? Quer se tornar autoridade em um determinado assunto? Pense sobre isso e tenha claro o que você deseja.

Não foque apenas em ganhar dinheiro com a escrita. Financeiramente falando, a escrita é um processo intenso e trabalhoso. Com boas estratégias, ela pode ser uma excelente fonte de recursos, mas esse não deve ser o seu principal objetivo.

  • 2 – Feito é melhor do que perfeito

Pode parecer clichê, mas utilizar essa perspectiva vai te ajudar a sair do limbo da procrastinação.

A autocrítica é algo positivo quando te ajuda a aprimorar o seu trabalho, mas também pode ser muito negativo quando se torna ferramenta para a autossabotagem.

Um dos grandes receios de novos escritores é expor suas ideias e sentimentos ao mundo. Isso pode impedir muitas pessoas que escrevem incrivelmente bem de ter seus livros publicados.

Portanto, busque trabalhar a autocrítica para utilizá-la de uma maneira saudável. 

  • 3 – Esteja preparado para as críticas

Quanto mais leitores você tiver, mais detratores existirão. Isso é um processo natural que todo escritor publicado irá vivenciar. 

Assim como surgirão feedbacks positivos de pessoas que se identificarão com seu trabalho, também haverá os retornos negativos.

É importante encarar isso de forma madura. Afinal, o fato de algumas pessoas não se identificarem com sua obra, não significa que ela é ruim.

Utilize as críticas construtivas para aprimorar ainda mais seu trabalho e aprenda a ignorar aquelas que são feitas apenas com a intenção de diminuí-lo. 

  • 4 – Conheça o processo editorial

Muitas editoras trabalham com prazos para receber originais. Informe-se a respeito para não perder a oportunidade de ter o seu texto selecionado por uma boa editora.

É muito importante que você conheça todo o procedimento, desde a seleção até a impressão do material. 

Além disso, é necessário saber que a editora pode solicitar várias alterações ao longo do processo. Novamente, isso não quer dizer que o seu trabalho é ruim. São mudanças necessárias para adequar o conteúdo ao mercado editorial.

  • 5 – Você precisa cuidar da sua presença digital

Hoje em dia, com o crescimento do digital, para conseguir se destacar no mercado você precisa ter uma boa presença online.

Isso quer dizer que é importante que você tenha um site atualizado, perfis nas redes sociais e que mantenha uma relação próxima com seu público.

O trabalho de marketing pode aumentar em até 80% as chances de vender o seu livro.

  • 6 – A prática te ajudará a ser cada vez melhor

A escrita e a publicação do seu primeiro livro será um processo muito desafiador, mas essa experiência fará com que as próximas sejam mais tranquilas.

Na primeira publicação, você terá que aprender sobre o processo editorial e irá lidar com as reações do público. Tudo será totalmente novo.

Nas próximas publicações, a sua experiência fará uma grande diferença. Além disso, quanto mais você exercitar a escrita, melhor serão as suas próximas obras.

  • 7 – Você não precisa fazer tudo sozinho

Embora você seja o maior responsável pelo seu livro, há profissionais que podem te ajudar a tornar esse processo mais simples. Um deles é o Ghost Writer.

Caso você ainda não conheça, esse profissional é contratado para escrever livros e outros formatos de conteúdo que serão publicados em nome do contratante. Ou seja, caso você tenha uma boa história, mas não tenha tempo ou experiência para transformá-la em um livro, pode contar com os serviços desse profissional.

A prática do ghostwriting está se tornando cada vez mais comum. Autobiografias de grandes celebridades mundiais foram escritas graças a ela. 

Se você ficou interessado nesse trabalho, entre em contato conosco e conheça mais a fundo como funciona o processo de contratação de um ghost writer.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp